6 de set de 2009

Pessoas canhotas são mais rápidas, diz estudo

Transferência de informações no cérebro deles é mais ágil para tarefas difíceis
Um estudo realizado por pesquisadores da Universidade Nacional Australiana indica que a transferência de informações entre os lados direito e esquerdo do cérebro é mais rápida nas pessoas canhotas.

Para chegar a esse resultado, 80 voluntários canhotos foram submetidos a testes de cognição que avaliavam a velocidade com que eles executavam determinadas atividades, como jogar no computador e localizar letras semelhantes nos campos visuais da esquerda e da direita.

Os testes mostraram a correlação entre a rapidez com que a informação é transferida entre os lados direito e esquerdo do cérebro e a rapidez com que os voluntários localizavam as letras semelhantes.

Comparando estes resultados aos obtidos em testes feitos com pessoas destras, constatou-se que os indivíduos canhotos eram 43 milésimos de segundo mais rápidos do que os destros e que quanto maior era a tendência da pessoa em usar a mão esquerda, melhor ela processava a informação pelos dois lados do cérebro.

Os cientistas explicam que as pessoas tendem a usar os dois lados do cérebro para tarefas muito rápidas ou muito difíceis, e para tarefas que exigem muita informação, como jogos de computador, dirigir em ruas e estradas lotadas e na prática de esportes, por exemplo, o que indica uma maior facilidade dos canhotos em executar determinadas tarefas.

Nenhum comentário: