14 de ago de 2009

Porque nem sempre as dietas funcionam?

As dietas encontradas nas revistas generalizam a quantidade de calorias, como você aprendeu que o gasto basal é individual, fica fácil saber porque elas não funcionam para a maioria das pessoas.

Um número expressivo de pessoas já fez ou está pensando em fazer alguma dieta encontrada nas mais variadas revistas de circulação nacional, prometendo perda rápida de peso. Há anos isso vem ocorrendo e as pessoas continuam sem conseguir seu objetivo de emagrecer.

Nesta matéria vamos tentar demonstrar como fazer as contas para chegarmos aos quilinhos a menos. Em primeiro lugar é importante deixarmos claro que o melhor caminho é a persistência e a paciência, pois, não vamos conseguir nada de maneira mágica.

Infelizmente temos que quebrar a resistência do organismo que há anos luta para te manter com um bom estoque de gordura achando que você vai morrer de fome, e isso começa calculando o seu Gasto Energético Basal (GB), que vem a ser o mínimo de energia necessária para seu organismo sobreviver fazendo todo o serviço de manutenção da sua vida, ele pode ser encontrado da seguinte maneira:

GB para Homens = 66,0 + (13,7 x peso (kg)) + (1,85 x altura (cm)) – (4,7 x idade).

GB para Mulheres = 65,5 + (9,6 x peso (kg)) + 1,85 x altura(cm)) – (4,7 x idade)

Agora vamos pensar um pouco, você encontrou o mínimo de calorias que necessita para sobreviver, porém você não fica dormindo o dia todo, então temos que acrescentar o seu Gasto Diário (GD), que é a soma de tudo que você realiza, contando, desde de tarefas diárias como ir ao supermercado até atividade física realizada na academia.

O que é realizado na academia é fácil, é só perguntar para os professores e eles saberão qual foi o gasto nas aulas realizadas. Em relação ao gasto fora da academia existem várias tabelas informando sobre as atividades laborais, elas são encontradas em livros ou mesmo em sites de nutrição na internet.

Continuando nossa conta nós temos, GB + GD = Gasto Total (GT), até aqui tudo bem, isso é bem fácil depois que encontramos os valores, ao terminarmos essa etapa de descobrir quanto se gasta, vamos ao segundo passo, que é na verdade encontrar o quanto se deve comer, e ai na verdade é só fazer o lógico veja:

- a sua Ingesta Diária (ID), tem que ser menor do que seu GT, se o seu objetivo e emagrecer, assim ID – GT = (-) calorias, que será o valor a ser consumido até atingir o peso desejado.

Algumas informações importantes devem ser lembradas:

· A quantidade de calorias a menos não deve ultrapassar 500Kcal, valores menores que este não são suportados por muito tempo e existe uma tendência de se abandonar o processo.

· Em situação de normalidade não é recomendável e nem será saudável nenhuma dieta com menos de 1200 Kcal/dia

· Isso não é eterno, atingindo o objetivo deve-se voltar ao equilíbrio energético GT = ID, assim sendo se você gasta o que come não haverá ganho de peso.

· As calorias ingeridas têm que ser divididas pelos nutrientes necessários para manutenção da vida, assim, esse processo de reeducação tem que conter, Carboidratos, Proteínas, Gorduras e os Micro Nutrientes, por isso o Nutricionista é a pessoa mais indicada para ajudar nessa conta.

As dietas encontradas nas revistas generalizam a quantidade de calorias, como você aprendeu que o gasto basal é individual, fica fácil saber porque elas não funcionam para a maioria das pessoas.

Agora, saiba que nada melhor do que um profissional de nutrição para te orientar e prescrever dieta. Nosso objetivo foi apenas “ilustrar” como as pessoas são diferentes e porque a mesma dieta não pode ser seguida por todos!

Nenhum comentário: