14 de out de 2009

Treino de 15 minutos atrai alunos às academias de SP no preparo para o verão

Redes chegam a registrar aumento de até 50% na procura neste período.
Aulas funcionais e com foco no abdômen também são muito procuradas.

Pode até ter chuva e tempo fechado, mas a primavera chegou - e com ela, a corrida às academias para se preparar para o verão. Em algumas redes de São Paulo, a expectativa é que a procura pelas aulas aumente até 50% neste trimestre em relação ao anterior. Entre as apostas para atrair os alunos estão treinos de apenas 15 minutos e aulas que permitem exercícios funcionais com elásticos, utilizando movimentos do pilates.

“As pessoas deixam para treinar mais forte nessa época do ano, é a corrida para o verão. Com essa aula, é possível fazer o treinamento intenso em pouco tempo, ideal para quem tem pouca disponibilidade de tempo. É uma aula bem pesada”, explica a coordenadora de ginástica da academia 4Fit, Thaís Costa Scala. Chamado de Fit Express, o treino de 15 minutos aparece em três versões – glúteos, abdômen e alongamento.

Para a administradora Fátima de Carvalho, de 47 anos, as aulas curtas foram essenciais para que ela continuasse na academia. “Eu costumava ficar uma hora e meia na academia, mas comecei a trabalhar e estou sem tempo. Agora, tem dia que vou e só faço 15 minutos de glúteos. Gosto muito, dá um resultado bem legal”, contou ela. “O treino é curto, mas bem intensificado. Não estou me sentindo culpada por estar fazendo menos tempo de exercícios.”

A academia também implantou uma aula de bike mais curta, de 30 minutos, justamente para quem só pode fazer exercícios em intervalos pequenos. “Como o foco é o verão, essas aulas que queimam mais calorias ficam lotadas”, conta Thaís.

Foco no abdômen

Uma preocupação especial de quem quer se preparar para a praia no fim do ano costuma ser a barriga, que precisa estar sarada. Uma opção para atender essa demanda é o Bio Suspension Training (BST) da academia Bio Ritmo. A modalidade combina exercícios do treinamento funcional – que trabalha os movimentos naturais do corpo, sem sobrecarga – com o treinamento em suspensão – elásticos presos no teto que são utilizados nos exercícios.

“É uma aula que traz consciência corporal e trabalha a força de maneira proporcional ao condicionamento de cada um. Essa e outras aulas que têm muito trabalho no abdômen estão lotadas”, explica a professora Nádia Loureiro. Com meia hora de aula, é possível queimar até 400 calorias. “A gente sempre fica preocupado nesta época do ano por causa do verão, do teste do biquíni. Ela ajuda porque fortalece os músculos, mantêm o abdômen tensionado”, explica a dentista Fernanda Vilas Boas, de 29 anos, que faz a modalidade há um mês.

Frequentador assíduo da academia, na qual vai cinco vezes por semana e passa cerca de duas horas por dia, o químico Fernando Daum, de 37 anos, usa a aula de BST como recurso para intensificar os treinos para o verão. “O fortalecimento é muito bom. Já aumentei um pouco os treinos para definir a barriga, e essa aula ajuda a quem quer manter a forma e ficar sarado. Agora, vão ser treinos intensos até 23 de dezembro.”

Segundo a rede, a demanda nesta época do ano costuma ser 30% maior que a registrada no inverno. Em 2009, entretanto, esse movimento começou no fim de setembro – quando geralmente é feito no início do mês. Segundo a academia, a demora para a volta aos exercícios se deve ao frio fora do normal e à nova gripe, que deixou as pessoas mais reclusas durante o inverno.

No embalo dos ritmos

Quem não gosta tanto de aulas de ginástica também tem opções. A academia Competition lançou recentemente uma aula chamada Latin Fiesta, que reúne ritmos caribenhos para fazer seus alunos queimarem calorias e melhorarem o condicionamento físico. A rede também oferece aulas com o treinamento em suspensão, com o mesmo princípio do BST da Bio Ritmo.

Segundo o coordenador de ginástica da academia, Sandro Nunes, a frequência nas aulas no mês de setembro foi a segunda maior do ano. Isso se reflete nas agendas dos personais trainers, lotadas.

“Tive três alunos que voltaram a treinar este mês. Eu nem tinha mais o horário que eles costumavam fazer. Falei que só podia às 6h, achando que eles não iriam querer, mas toparam”, contou Denis Di Loreto, que trabalha na 4Fit. “É um horário que eles normalmente não fariam. Estou com a parte da manhã lotada, das 6h às 13h é um aluno atrás do outro. O verão faz isso com as pessoas, elas não querem aparecer mal.”

Nenhum comentário: