24 de out de 2009

Exercício não faz você emagrecer, qual influência para o fitness atual

Alguns donos de academias descobriram que o exercício tem impacto zero na perda de peso, mas muitos ainda colocam a perda de peso nas suas negociações de vendas. Mesmo que apenas um por cento das academias dos EUA continuem a vender o exercício como a solução para a perda de peso, as academias serão vistas como "malandras", que não dizem a verdade e que fazem qualquer coisa para vender.

Nos anos 70 as pesquisas de obesidade começaram a promover o exercício como fundamental para perda de peso. Mas considere isso:

:: Somente cinco por cento das pessoas que tentam perder peso conseguem mantê-lo depois, mesmo aqueles que são mais adeptos ao exercício.

:: Algumas pesquisas mostram que as pessoas obesas já gastam mais energia do que pessoas com mesma altura, peso, sexo, e estrutura óssea. Ou seja, eles gastam mais calorias com a mesma quantidade de exercício.

Descobertas recentes mostram que fazer exercícios não faz você emagrecer!

:: De acordo com um artigo do dia 17 de agosto da revista Time Magazine, o papel do exercício na perda de peso tem sido superestimado. Dr. Timothy Church, responsável da área de metabolismo na Louisiana State University dividiu 464 mulheres obesas que não se exercitavam em 4 grupos. Três desses grupos trabalharam com um personal trainer por 72, 136 e 194 minutos por semana por seis meses. O quarto grupo, de controle, não fez nenhuma mudança em seu estilo de vida. Surpreendentemente, mulheres que se exercitaram com um personal trainer não perderam uma quantidade significativamente maior de peso do que o grupo controle que não se exercitou. Alguns dos grupos na verdade ganharam peso que variava em até 10 libras (a maioria em massa magra)! Mesmo assim, eles não perderam mais gordura corporal do que o grupo controle.

:: Uma matéria de 2001 da Obesity Research Journal afirmou que um quilo de músculo queima aproximadamente seis calorias por dia em um corpo em repouso comparado com as duas calorias de gordura que queima. Em outra palavras, depois de você treinar duro para converter 10 quilos de gordura em músculo, você só estaria apto para comer um extra de 40 calorias por dia antes de começar a engordar novamente.

:: Um garrafa de Gatorade contém 130 calorias. Se você estiver quente e com sede depois de um treino forte, é fácil tomar toda aquela garrafa, fazendo sua ingestão e gasto calórico serem quase o mesmo.

As boas notícias sobre o exercício ainda são verdadeiras.

Exercício previne doenças, amplia a saúde cerebral e capacidade cognitiva. Pessoas mais velhas que se exercitam pelo menos uma vez por semana são 30% mais capazes de manter a função cognitiva. Pessoas com dores nas costas que se exercitam por quatro dias na semana possuem 36% menos perda de função do que aqueles que se exercitam de três a quatro vezes por semana.

Dito isso, muitas pesquisas de obesidade discutem que níveis baixos de atividade física – do tipo que os humanos tem feito há milhares de anos - podem na verdade ser mais efetivos do que estímulos intensos ocasionais de exercício em uma academia, em parte porque ficar sentado o dia todo, e então treinar 30 minutos produz stress.

Em que medida você confia em pesquisa?

Gina Kolata, uma colunista de ciência do New York Times e palestrante na International Health, Racquet & Sportsclub Association Convention, escreveu o livro

Pouquíssimas pesquisas puras são feitas na área da saúde com grupos de controle confiáveis, sendo que a maioria dos dados sobre saúde são apenas balelas. Nós também sabemos pelo trabalho da Dartmouth Medical School, que foca em Medicina Baseada em Evidências, que a maioria das decisões feitas por instrutores não é baseada em evidências, mas sim em experiências passadas, tradições e normas locais. Dartmouth testou isso em pesquisas com crianças com amídalas infectadas, e pra quem as amídalas seriam normalmente retiradas via cirurgia. No estudo, cada criança com infecção nas amídalas era simplesmente tratada com antibióticos, e os resultados mostraram que não haveria benefícios significativos em realizar a cirurgia. Por causa disso, amídalas são raramente retiradas hoje em dia. Muitos de nós somos velhos o suficiente para lembrar que na nossa infância amídalas infeccionadas eram sempre retiradas, mas isto mudou pois não há nenhuma evidência médica para essa prática antiga!

O que você pode fazer sobre essas questões?

Seja limpo em sua atuação, possua métodos em sua academia, tire o emagrecimento de seus scripts de vendas e promoções. Exercício é exercício, perda de peso é perda de peso, e donos de academias inteligentes manterão essas duas coisas separadas. Se você possui um programa nutricional como o Take It Off desenvolvido por Casey Conrad, ou APEX e/ou Body Bugg, programas estruturados para mudar hábitos nutricionais, você certamente pode promover a perda de peso.

A Oportunidade/Ameaça aqui é que se você fizer a separação do fitness e a perda de peso seriamente você terá uma razão forte para vender a perda de peso baseada em nutrição, juntamente com seu programa de fitness.

Por Will Phillips

Livro: Ultimate Fitness: A busca da verdade sobre saúde e exercício em 2004. Mesmo como uma adepta comedida de atividade física, Kolata desmascara a maioria dos mitos do fitness que as academias divulgam sobre exercícios e como fazer isso.

Nenhum comentário: