24 de nov de 2010

Livro aponta quais são os deveres civis das academias de ginástica no trabalho do Personal Trainer.

O verão praticamente chegou e, como sempre acontece, uma enxurrada de pessoas corre para as academias de ginástica na busca de uma silueta perfeita. Chega a dobrar o número de alunos matriculados nas academias neste período, se comparado aos meses de inverno. Pensando nisto, e em todas as questões legais que envolvem o tema, o jovem advogado Felipe Crisanto Monteiro Nóbrega lançará nesta terça-feira (23), às 19h30, no pub, bar e restaurante Picadilly, localizado na praia de Tambaú, a primeira edição do livro “Responsabilidade Civil das Academias de Ginástica por Atos do Personal Trainer” (Editora Sal da Terra, 176 p, 2010).

A obra é de grande utilidade social, pública e jurídica. Com uma visão acurada o autor toca em questões bem presentes no cotidiano da maioria dos brasileiros, ou seja, a busca do corpo perfeito, tendo como adágio “corpore sano, mente sana”. A eterna procura do ser humano pelas questões da saúde e do bem estar refletem hoje até mesmo em sua dignidade.

"Com a explosão do mercado do fitness e em particular da figura do personal trainer, Felipe Crisanto é muito feliz no tema de sua obra. Um livro que auxilia não só os profissionais da área do Direito, mas também os empresários do fitness e personal trainers no entendimento das suas responsabilidades", comentou Nilo Montenegro Netto, personal trainer e proprietário da academia de ginástica Studio Personal One, onde a pesquisa pode ser desenvolvida.

Felipe Crisanto descortina nesta obra questões que vão desde o saber científico da Educação Física (conceitos, princípios, responsabilidade, deveres, Código de Ética), discorrendo sobre quem são os profissionais habilitados para área, especialmente o personal trainer, penetrando na estrutura das academias de ginástica, até culminar nos aspectos que envolvem a responsabilidade civil destes estabelecimentos quando o personal trainer causa algum dano ao consumidor.

O advogado e doutor em Direto Civil, professor Fernando Antônio Vasconcelos, que escreve no prefácio da obra, diz que o tema “responsalidade civil”, desde o século passado, ocupa setores da mídia nacional, do judiciário e das universidades, e que alguns são contra a responsabilidade objetiva, outros a favor, mas que ninguém fica indiferente ao debate.

A questão do mercado consumidor é também temática abordada nesta obra. “As pessoas estão totalmente direcionadas para o mercado de consumo. O ato de consumir se tornou uma obrigação. Em decorrência disso, passou-se a estabelecer padrões, inclusive no que se refere à perfeição do corpo humano”, disse Felipe Crisanto.

O advogado do escritório Crispim Ribeiro & Cabral, professor da UFPB e Unipê, André Cabral, comenta, na orelha do livro, que no mundo contemporâneo, onde a saúde e estética são veneradas, a obra ganha relevância como instrumento didático de auxílio aos profissionais do Direto e da Educação Física que se deparam com questões acerca da responsabilidade civil das academias de ginástica e/ou personal trainer.

SOBRE O AUTOR – Felipe Crisanto Monteiro Nóbrega é filho da jornalista Mônica Valéria Crisanto Monteiro Nóbrega e do maestro e professor Eduardo de Oliveira Nóbrega. É pós-graduando em Direto Tributário pelo Instituto Brasileiro de Estudos Tributários (IBET), graduado em Ciências Jurídicas pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB), advogado militante na área de Direito Empresarial, Tributário, Civil e Consumidor. Compõe hoje o corpo de advogados do escritório “Crispim Ribeiro & Cabral - Advogados Associados”. Antes de entrar na seara jurídica foi goleiro de handebol e capitão da seleção paraibana, bem como, convocado por duas vezes para a seleção brasileira de handebol de praia.

Nenhum comentário: